quarta-feira, 22 de março de 2017

DIA INTERNACIONAL DO LIVRO INFANTIL

Mensagem do Dia Internacional do Livro Infantil 2017, de Sergey Makhotin

VAMOS CRESCER COM O LIVRO!
Na minha primeira infância, gostava de construir casas com pequenas peças e toda a espécie de brinquedos. Usava muitas vezes um livro ilustrado a fazer de telhado. Nos meus sonhos, entrava na casa, deitava-me na cama feita com uma caixa de fósforos e olhava para cima, para as nuvens ou para as estrelas do céu. A escolha dependia da ilustração que preferia na altura.
Por intuição, segui as regras de vida das crianças que procuram criar um ambiente seguro e confortável à sua volta. E o livro infantil ajudou-me muito a atingir este objetivo.
Depois cresci, aprendi a ler, e o livro, na minha imaginação, começou a assemelhar-se mais a uma borboleta, ou mesmo a um pássaro, do que ao telhado de uma casa. As páginas do livro pareciam asas que batiam. Era como se o livro, deitado no peitoril, quisesse sair pela janela aberta em direção ao desconhecido. Segurava-o com as mãos e começava a lê-lo, e o livro ia ficando cada vez mais calmo. Então eu próprio voava para outras terras e novos mundos, alargando o espaço da minha imaginação.
Que alegria ter na mão um novo livro! De início, nunca sabemos sobre o que é que ele fala. Resistimos à tentação de saltar para a última página. E como o livro cheira bem! É impossível distribuirmos o seu cheiro pelos vários elementos que o compõem: tinta, cola… não, é impossível. Existe um cheiro particular no livro, um cheiro único e excitante. As folhas encontram-se coladas, como se o livro não tivesse ainda acordado. E ele só acorda quando começamos a lê-lo.
Continuamos a crescer, e o mundo à nossa volta torna-se mais complicado. Enfrentamos questões a que nem os adultos sabem responder. No entanto, é importante partilhar dúvidas e segredos com alguém. E aí o livro volta a ajudar-nos. Muitos de nós terão um dia pensado: este livro fala sobre mim! E a personagem favorita parece ser igual a nós. Tem problemas semelhantes, e resolve-os com dignidade. E há outra personagem que não é igual a ti, mas tu gostarias de seguir o seu exemplo, de ser tão corajoso e desembaraçado quanto ela.
Quando há rapazes e raparigas que dizem “Não gosto de ler!”, isso faz-me rir. Não acredito neles. Comem gelados, jogam jogos e veem filmes interessantes. Dito de outro modo, gostam de se divertir! É que a leitura não serve apenas para desenvolver sentimentos e personalidades, ela é, acima de tudo, um prazer.
É sobretudo com essa missão que os autores de livros para a infância escrevem os seus livros.

(tradução de Mª Carlos Loureiro a partir da versão inglesa de Yana Shvedova)

quinta-feira, 9 de março de 2017

NÓS LEMOS, NÓS SABEMOS

Decorreu mais um tradicional concurso de leitura, desta vez entre as duas turmas do 9ºano da escola básica de Arrifana. A obra em causa, Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente, foi testada através de um Kahoot com trinta perguntas.
Foi uma prestação renhida das duas turmas que mostraram conhecer bem a peça de teatro lida e analisada em sala de aula, mas acabou por ganhar, com diferença de dois pontos, a turma B. 

terça-feira, 7 de março de 2017

LER NA RÁDIO

Hoje,  alunos do nosso agrupamento vivenciaram uma experiência diferente, através da sua participação no projeto "Ler na Rádio". Este projeto é uma iniciativa da rede concelhia das Bibliotecas Escolares de Santa Maria da Feira, em parceria com a Rádio Clube da Feira.
Neste sentido, alunos das escolas das quatro bibliotecas escolares do nosso agrupamento deslocaram-se aos estúdios desta rádio para a gravação da leitura das obras "Achimpa" (Catarina Sobral), "A biblioteca do avô" ( Mª do Rosário Pedreira), "A árvore generosa" (Shel Silverstein) e "O pássaro da alma" (Michal Snunit).
Os alunos adoraram a experiência, pois pela primeira vez sentiram-se verdadeiros locutores, entrando no mundo deste media. Além disso, manifestaram entusiasmo e ansiedade, pois queriam ouvir as suas próprias vozes gravadas.
A Diretora do nosso agrupamento esteve também presente nos estúdios desta rádio, para apresentar as dinâmicas e projetos em desenvolvimento  no agrupamento.
As respetivas gravações serão transmitidas durante o mês de abril.
Um bem haja à Rádio Clube da Feira, na pessoa de Aldino Silva e Paulo Sérgio que tão bem nos receberam!
Um bem haja à Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, que gentilmente transportou os nossos doze alunos até aos estúdios da rádio, tornando assim possível a nossa participação neste projeto.








segunda-feira, 6 de março de 2017

CONTO COM(TIGO)

A Estafeta de Contos, projeto articulado das Bibliotecas Escolares do concelho e da Biblioteca Municipal, chegou novamente ao nosso agrupamento. Desta feita, a Biblioteca Escolar da Escola Básica da Igreja- Milheirós de Poiares recebeu a Professora Bibliotecária do Agrupamento de Escolas de Canedo que, de uma forma original e muito divertida, dinamizou um excelente momento de leitura baseado em diferentes textos poéticos. Um momento que incentivou o envolvimento de todos os presentes (alunos e professores), cativando-os de forma entusiástica!
Recebido o testemunho, foi necessário passá-lo a outra Biblioteca, de forma a que a estafeta possa prosseguir o seu itinerário. Assim sendo, a professora bibliotecária do nosso agrupamento, com a colaboração de um elemento da equipa das BE, levou o testemunho à Escola Básica Fernando Pessoa, acompanhado das obras "Achimpa" (Catarina Sobral) e "A grande fábrica de palavras" (Agnès de Lestrade) que deram o mote a um momento de um verdadeiro jogo de palavras, a um momento de descontração e de muitos afetos!

Na Biblioteca Escolar da EB1 de Igreja - Milheirós de Poiares




Na Biblioteca Escolar da EB2,3 Fernando Pessoa (Santa Maria da Feira)


domingo, 5 de março de 2017

CONCURSO NACIONAL DE LEITURA - SEGUNDA FASE

Irá decorrer no dia 10 de maio, na Biblioteca Almeida Garrett,  no Porto, agora que Santa Maria da Feira pertence a esta área metropolitana.
E os livros selecionados, que os alunos apurados do 3º ciclo devem ler com muita atenção, são Bicicleta à chuva e O pintor debaixo do lava-loiças.